Skip to main content
search
Tudo sobre a Epilação a Laser Díodo

O que é a epilação a Laser Díodo (Laser Milesman)?
A depilação, ou mais correctamente a epilação a laser díodo, é uma técnica de remoção definitiva de pêlos em qualquer região do corpo e rosto, e em qualquer tom de pele (desde as peles brancas às peles negras).

Nesta técnica é utilizada uma luz monocromática, de alta intensidade, colimada e coerente, através de um feixe de luz intenso, direccionado e de grande alcance, que permite a destruição tecidual de forma selectiva e precisa.

Porquê a tecnologia do Laser Díodo da MILESMAN?
O Laser Díodo Milesman é um equipamento inovador, certificado que garante a mais alta e fiável tecnologia há mais de 10 anos e cuja existência se estende a mais de 30 países.

Este laser é extremamente potente, pois emite um comprimento de onda muito selectivo e denso (810nm). Este comprimento de onda garante uma melhor adaptação do cliente ao estímulo e permite a refrigeração a – 9º C da sua ponteira de aplicação. Esta refrigeração garante um maior conforto a cada passagem e protege a pele durante a realização do tratamento.

Para além destas vantagens, a epilação a laser é uma solução duradoura pois não requer manutenção frequente, ao contrário dos métodos mais comuns. Geralmente, após terminada a fase de tratamento, apenas é necessário realizar uma sessão de manutenção por ano.

Como é que se realiza um tratamento?
Este procedimento implica sempre uma avaliação prévia do pêlo e pele, nomeadamente da coloração do pêlo e fotótipo da pele, para avaliar o contraste existente entre ambos. Após a avaliação é sempre realizada a raspagem do pêlo, a pele é higienizada, e são protegidas as zonas sensibilizadas, tatuadas ou com sinais relevantes.

Em seguida, o terapeuta irá parametrizar o equipamento para emitir um comprimento de onda que gera calor no local de intervenção, de modo a atingir o bulbo piloso e danificar verdadeiramente o pêlo.

Neste procedimento é aplicado um meio condutor e, no equipamento que utilizamos, contamos sempre com uma ponteira refrigerada, que permite o arrefecimento do local e minimiza o desconforto.

No final de cada sessão, é recomendada a aplicação uma loção calmante na pele.

Que resultados posso obter?
Este tipo de procedimento pode ser denominado de definitivo, permanente ou mais correctamente de progressivo, na medida em que, ao longo das sessões são destruídas as células que dão origem ao pêlo.

Este procedimento está cientificamente comprovado e proporciona resultados desde a primeira sessão, eliminando até 90% dos pêlos.

Os pêlos que possam surgir, decorrentes da renovação celular, não voltarão na mesma quantidade nem espessura e implicarão apenas, eventualmente, alguma manutenção pontual.

O tempo decorrido entre sessões, e possível manutenção, é condicionado por factores intrínsecos a cada cliente e pela presença de alterações hormonais.

Quem pode fazer?
Após uma cuidadosa avaliação para determinar eventuais factores de risco e contraindicações, o método utilizado por nós permite actuar em todos os fotótipos de pele (do mais claro ao mais escuro) e em todos os pêlos com pigmento. Isto significa que só não é possível realizar este procedimento se o pêlo for branco.

Quais as contraindicações?

  • Condições que impliquem alterações de sensibilidade, como a diabetes não controlada;
  • Hipertensão descontrolada porque pode haver um pico de pressão;
  • Epilepsia, porque pode dar origem a uma crise epiléptica;
  • Gravidez;
  • Utilização de medicação fotossensibilizante, nos 6 meses anteriores;
  • Vitiligo, áreas de hipocromia, ou ausência de pigmento no pêlo;
  • Doenças de pele activa ou feridas que impliquem a descontinuidade do tecido;
  • Hematomas recentes na área de exposição ao laser;
  • Cancro.

Que riscos devo esperar?
Os principais riscos deste procedimento estão associados a uma incorrecta avaliação por parte do profissional, ao mau funcionamento do equipamento ou ao descuido do cliente perante as orientações deixadas pelo terapeuta.

Sendo assim, os principais riscos são de queimadura local após o procedimento ou de queimadura após exposição solar desprotegida, o que poderá levar a eventuais hiperpigmentações/manchas ou cicatrizes nestas áreas.

Não podemos esquecer que, após o procedimento, é normal que exista alguma irritação transitória que implica cuidados com a hidratação e a ausência de fricção na área.

Recomendações
Mais uma vez, a principal recomendação é garantir a segurança do procedimento. A escolha de um profissional capacitado, de um ambiente adequado e de um equipamento qualificado.

É normal que, num prazo de aproximadamente 15 dias após o tratamento, os pêlos nas áreas tratadas se soltem, dando uma falsa aparência de crescimento. No entanto, estes acabam por cair ou são facilmente removidos após uma ligeira esfoliação.

Entre sessões a depilação deve ser feita com lâmina ou cremes depilatórios, de forma a não comprometer o tratamento, e a pele deve ser mantida hidratada. No pós-procedimento, é importante ter cuidado com a exposição solar e garantir a utilização de fotoprotecção.

Artigos Relacionados
  • A Organização Mundial de Saúde define o termo “saúde” como um estado de completo bem-estar físico, mental e social. Actualmente as principais causas de morte a nível mundial são patologias cuja origem está, frequentemente, associada a factores alimentares e...
  • A alimentação é determinante nas mudanças no nosso corpo e sabemos que a saúde feminina é particularmente diferente da saúde masculina, nomeadamente nas oscilações hormonais e nas diferentes fases do ciclo de vida associadas às funções...
  • Este tipo de procedimento pode ser denominado de definitivo, permanente ou mais correctamente de progressivo, na medida em que, ao longo das...